Com investimento de R$ 30 milhões, Alliance Química vai implantar fábrica de cloro-soda no Maranhão

Qualifique o post

O ambiente favorável aos negócios implantado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), está atraindo diversos empreendimentos para o Maranhão. A empresa Alliance Química por exemplo, pretende implantar uma fábrica de cloro-soda em solo maranhense.

De acordo com o secretário de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, o investimento será de R$ 30 milhões. O anuncio foi após uma conversa com o Banco do Nordeste, para o aporte do investimento. O empreendimento será implantado o mais breve possível, após a empresa definir em qual município atuará.

“A chegada de mais um investimento só reforça, mais uma vez, que o trabalho de transparência e dialogo do governo Flávio Dino tem atraído e chamado a atenção de empresas de todo o país, interessadas em vim para nosso estado”, avalia Araújo.

Foto: Divulgação

A Alliance Química faz parte do grupo Alliance Uruguay, e já possui uma unidade implantada no Brasil, no Estado do Ceará. De acordo com a empresa, seriam fabricados cloro e soda cáustica, para atender o mercado maranhense e da região Norte do país.

A escolha do Maranhão não foi à toa. Executivos da empresa afirmaram que o Estado tem localização estratégica, próximo aos principais mercados do país e com água em abundância. A Alliance estima que em meados de 2019, a fábrica já esteja em plena operação no Maranhão.

Sobre a empresa:

A Alliance Química é pioneira ao trazer a primeira planta desenhada para atender diretamente uma estação de tratamento de água, eliminando os riscos associados ao transporte e manuseio do cloro gás. Por ser localizada dentro da ETA Gavião, reduziu significativamente o transporte de cloro gás dentro do estado do Ceará e assegurou a CAGECE um fornecimento seguro 24 horas por dia. Além dos benefícios importantes a segurança e ao meio ambiente, a Alliance Química trouxe também uma economia significativa no custo de fornecimento do cloro para a CAGECE.

Deixe uma resposta