Especialistas participam da ‘Oficina do Agro’…

Especialistas participam da ‘Oficina do Agro’…

 -

Nesta sexta-feira, 7 de junho, às 9h, no auditório da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento – Semapa, a Embrapa Cocais participa da Oficina do Agro, levando conhecimento científico para técnicos e agricultores multiplicadores. O pesquisador José Ribamar Costa Veloso vai realizar palestra sobre “Situação da mandioca no Maranhão e multiplicação rápido de manivas”. O analista Carlos Martins Santiago vai abordar o tema “Manejo do CRIAF: consórcio rotacionado para inovação na agricultura familiar”. O evento marca a abertura do III Festival da Farinha de São Luís, evento realizado pela Semapa.

Mandioca e Reniva – Para incrementar a produtividade com qualidade da mandioca, a Embrapa no Maranhão realiza atividades de transferência de tecnologia por meio do projeto Rede de multiplicação e transferência de manivas-semente de mandioca com qualidade genética e fitossanitária, conhecido por RENIVA. Uma planta madura gera cerca de dez manivas-sementes. Com as técnicas de multiplicação do Reniva, esse número pode chegar a 400 mudas. O objetivo é disponibilizar manivas em quantidade e qualidade suficientes e nos períodos de mais demandas e nas melhores épocas de plantio. O Reniva tem possibilitado disponibilizar manivas-sementes em larga escala, produzir cultivares livres de doenças e pragas e resgatar variedades tradicionais. A tecnologia também colabora para a sustentabilidade e competitividade da mandiocultura. “Pelo sistema, o agricultor produz mais manivas para plantar e, em consequência, na próxima safra terá mais mandiocas para colher e mais farinha para ser consumida”, diz Veloso.

CRIAF, ou Roça Sustentável – A tecnologia diversifica a produção e otimiza a produtividade da mandioca, arroz, milho, feijão e outras culturas da agricultura familiar. Também conhecido por Roça Sustentável, é um conjunto de tecnologias que organiza cultivos em fileiras para não haver competição por nutrientes, água, luz e espaço e faz a rotação das culturas. Essas práticas agrícolas aliadas ao uso de defensivos na dose e hora certa intensificam a eficiência do uso da terra, o controle de pragas, doenças e ervas daninhas e ainda recupera áreas degradadas. A reconfiguração do “roçado” também permite mais fertilidade ao solo e nutrição às plantas. O resultado é o aumento em até cinco vezes da produtividade da mandioca e em 50% a produtividade do arroz e do milho. A Embrapa no Maranhão multiplica o conhecimento sobre o manejo do sistema alimentar em propriedades dos produtores parceiros. “A Roça Sustentável preserva a biodiversidade, pois evita prática de derruba e queima e o desmatamento de novas áreas. Também reduz a carga de trabalho e o gasto com mão de obra, sobrando mais tempo e dinheiro para a família. O retorno social é mais renda, segurança alimentar, saúde e qualidade de vida da comunidade, contribuindo para o desenvolvimento regional”, completa Santiago.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x